Os barcos da categoria VO65 da The Ocean Race terão seus jogos de vela fornecidos pela North Sails na edição 2021-22 da regata.

A empresa equipará cada embarcação com sete velas, usando sua mais recente tecnologia 3Di, que nasceu de uma colaboração entre as equipes da North Sails e da Ocean Race.

A North Sails fornecerá manutenção de maneira confiável, com durabilidade e desempenho.

A edição de 2021-22 da The Ocean Race terá 38.000 milhas náuticas.

“Nas duas últimas edições da regata, nosso acordo com a North Sails para equipar a flotilha de VO65 contribuiu para as regatas equilibradas”, disse Phil Lawrence, diretor da The Ocean Race.

”Essa competitividade ocorre quando as equipes sabem que têm velas que podem levar ao limite, sem comprometer a segurança, durabilidade ou desempenho”.

“Consultamos nossas equipes de VO65, que deixaram clara sua preferência em ter novamente um único fornecedor de velas, como nas duas últimas edições, e estamos muito felizes por poder continuar nosso relacionamento com a North Sails na próxima edição de The Ocean Race”.

O relacionamento entre North Sails e The Ocean Race remonta há décadas!

“A Ocean Race é um dos eventos de maior prestígio em nosso esporte e é o melhor campo de provas para a durabilidade do 3Di”, observou o presidente da North Sails, Ken Read.

”Ao introduzir os drones no último evento, conseguimos ver quanto nossas velas podem suportar”.

A próxima edição da The Ocean Race está programada para começar em Alicante, Espanha, em outubro de 2021, com paradas em Cabo Verde; Cidade do Cabo, África do Sul; Shenzhen, China; Auckland, Nova Zelândia; Itajaí, Brasil; Newport, Rhode Island; Aarhus, Dinamarca; Haia, na Holanda; antes da Grande Final em Gênova, na Itália.

Sobre o COVID-19

Como organizadores de um evento global, com 10 escalas em todo o mundo, a The Ocean Race está monitorando de perto o impacto internacional da crise de saúde do COVID-19.

”Esperamos um futuro em que a The Ocean Race possa novamente conectar todos nós no esporte e na sustentabilidade”.

”Hoje, porém, somos eternamente gratos aos médicos, enfermeiros, prestadores de cuidados e todos os outros trabalhadores essenciais que se colocam em risco todos os dias para ajudar a todos nós nesses tempos difíceis”.

Texto: Flávio Perez