Nesta quinta-feira (9) começa nas águas de Palma de Maiorca, a primeira grande prova da temporada de regatas do Mediterrâneo em 2019.

A 16ª edição da PalmaVela terá 124 equipes de 23 países para correr em umas das 14 classes.

O Brasil não mandou representantes, mas a América do Sul tem barcos da Argentina e do Chile. Saiba todos os barcos inscritos.

Os barcos mais rápidos da vela oceânica serão divididos em categorias como ORC e IRC, ambas com presença em provas brasileiras como a Semana Internacional de Vela de Ilhabela.

A novidade deste ano vem da classe Viper, categoria de cruzeiro exclusiva para mulheres.

Os TP52 estão na disputa também na chamada BoxRule.

As regatas somam pontos para o Mediterranean Vela Circuit.

Os clubes náuticos de Barcelona e Valência se uniram ao de Palma de Maiorca e criaram o evento.

Além do PalmaVela (8 a 12 de maio), as provas do circuito serão  Caixabank Conde de Godó Sailing Trophy (23-26 de ,aio) e o Troféu SM La Reina (5 a 7 de julho).

Restrito à participação de cruzeiros de ORC, o Circuito de Vela do Mediterrâneo terá uma classificação para cada classe, na qual será adicionada a pontuação correspondente à posição que cada barco obteve na classificação geral final de cada prova, sem qualquer descarte.

Todos os barcos participantes em qualquer uma das três competições que compõem o torneio farão o mesmo, mas apenas os barcos que participaram em pelo menos duas das três regatas serão elegíveis para o título de vencedor do Circuito de Vela do Mediterrâneo.

Sail Racing PalmaVela 2018

A 16ª PalmaVela é organizada pelo Real Club Náutico de Palma, com a aprovação da Real Espanhola Sailing Federation, patrocinado pela Sail Racing, patrocínio institucional do Governo de les Illes Balears Conselho e Palma City, e a colaboração da Federação Balear de Vela, Club Náutic SArenal e da Autoridade Portuária das Ilhas Baleares.