Neozelandês Pete Burling disputou a Volvo Ocean race em 2017-18 com o Team Brunel.

O velejador campeão olímpico e comandante do atual vencedor da America’s Cup quer voltar a correr a volta ao mundo.

O país já tem definida uma campanha para a próxima edição, que será em 2021-22.

O time kiwi será liderado por Bianca Cook e Tony Rae e o barco usado será um VO65.

A The Ocean Race também terá os IMOCA na linha de largada.

”A Nova Zelândia tem muita história desde a Whitbread até a Volvo Ocean Race.  Agora é a Ocean Race. Seria uma pena se não houvesse um barco Kiwi no auge da regata e estamos tentando muito conseguir mais essa participação”, disse Pete Burling.

Mas Pete Burling terá de defender seus títulos da América’s Cup e da olimpíada na classe 49er.

“Temos muito a fazer agora, concentrando-nos na 49er e na America’s Cup, que são ambos grandes desafios, mas com certeza seria muito legal ver um barco da Nova Zelândia na linha de partida em 2021, e eu realmente gostaria de estar envolvido. ”

Pete Burling tem 27 anos e corre ao lado no 49er do compatriota Blair Tuke.

“O futuro da The Ocean Race é definitivamente emocionante – especialmente porque agora existe esse componente de design aberto para ele novamente”, disse Burling.

”O One-Design teve suas vantagens, mas acho que alguns dos velejadores que fizeram a última regata provavelmente ficaram um pouco frustrados com algumas das coisas nos barcos. Vai ser legal ter algo um pouco mais relacionado ao design e um pouco mais rápido”.